Dia da Consciência Negra: origem e a importância para além do dia 20

O Dia da Consciência Negra é comemorado todos os anos no dia 20 de novembro. Para entendermos a origem da data e da sua importância, precisamos fazer uma viagem pela história do nosso país.

O Dia da Consciência Negra é comemorado todos os anos no dia 20 de novembro. Entretanto, para entendermos a origem da data e da sua importância, precisamos fazer uma viagem pela história do nosso país. Nessa data, em 1695, morreu um dos líderes quilombolas mais conhecidos que já existiu: Zumbi dos Palmares.

Mais do que lembrada pela vida e morte de Zumbi, o Dia da Consciência Negra nos faz relembrar da importância de continuarmos a lutar contra todas as formas de preconceito racial.

 

A origem do Dia da Consciência Negra

Historicamente, o Dia da Consciência Negra no Brasil remonta aos anos 70. A data foi idealizada pelo professor, poeta e pesquisador Oliveira Silveira, que também foi um dos fundadores do Grupo Palmares.

Na época, o dia 13 de maio foi descartado por ser considerado o dia da “falsa abolição”; afinal, após a assinatura da Lei Áurea, os negros, antes escravos, foram abandonados à mercê da sociedade sem qualquer tipo de assistência. A luta contra o racismo e a favor dos direitos das pessoas negras estava apenas começando.

 

20 de Novembro – Como a data foi escolhida?

No período pós-ditadura militar, movimentos sociais e de oposição ganharam força no Brasil. A data escolhida faz referência à morte de Zumbi dos Palmares, líder do Quilombo dos Palmares, o maior quilombo da América Latina. Mais do que um refúgio para ex-escravizados, tornou-se símbolo de resistência às investidas portuguesas e holandesas na época.

Zumbi dos Palmares, líder quilombola, foi eleito como um dos símbolos da luta pelos direitos das pessoas negras, pelo respeito reivindicado pelos afro-brasileiros que, até então, viam a sua luta ser desmerecida pela sociedade.

 

Afinal, quem foi Zumbi dos Palmares?

Apesar de haver poucos registros ou relatos sobre o que os historiadores sabem, é que Zumbi nasceu no Quilombo dos Palmares, posteriormente tendo se tornado líder de um dos refúgios para ex-escravos mais populosos da região – chegando a ter cerca de 20 mil pessoas.

Hoje, Zumbi, como representante da luta da comunidade negra por direitos, é apenas a ponta de um iceberg.

Brasil e desigualdade racial

Em 1989, foi criada a Lei de Preconceito de Raça ou Cor, a Lei 7.716/89, uma das vitórias na luta pelos direitos das pessoas negras, possível apenas em razão da redemocratização do país e da instituição da Constituição Federal de 1988.

O Brasil, ainda é um dos países com maiores índices de desigualdade racial, casos de racismo e menor número de políticos negros. Esse tipo de estatística reflete diretamente em políticas públicas e na forma como o Brasil enfrenta o racismo – um problema que ainda não teve fim.

O Dia da Consciência Negra serve para trazer à memória daqueles que ousam esquecer, a lembrança do caminho ainda a ser percorrido para vivermos em um país de igualdade de direitos e respeito mútuo.

Dados da Síntese de Indicadores Sociais do IBGE traz detalhes sobre a desigualdade e seus impactos entre pretos e pardos; algo a ser combatido todos os dias do ano, não somente no dia 20 de novembro.

Para saber mais sobre outras datas importantes do nosso calendário, visite nosso blog.

Recomendado