Estuda.com

Blog

Tipos de discurso: direto, indireto e indireto livre

Mapa mental com as informações sobre os tipos de discurso, separados em formato de tabela começando pelo discurso direto, indireto e por último indireto livre.

No estudo da linguagem e da escrita, compreender os diferentes tipos de discurso é essencial para a comunicação eficaz e para a análise textual. Os principais tipos são o discurso direto, o discurso indireto e o discurso indireto livre, cada um com características distintas que influenciam a forma como as informações são apresentadas e interpretadas.

Acompanhe para entender as diferenças entre cada tipo de discurso e não errar naquela redação ou prova decisiva que você precisa fazer! 👇🤓

Quais são os tipos de discurso?

Os tipos de discurso funcionam como pincéis para pintarmos nossas mensagens. O discurso direto reproduz fielmente a fala, já no discurso indireto, o narrador reinterpreta a fala, usando conectivos como “disse que”. No discurso indireto livre, a fronteira entre fala e narração se torna tênue, criando uma fusão entre ambos discursos. 

Dominar cada tipo de discurso pode ajudar a melhorar sua comunicação, capaz de transmitir ideias com clareza, enriquecer textos e dar vida a personagens. ✨ 

Explicaremos cada um deles abaixo. 

Discurso direto

O discurso direto é a reprodução fiel da fala ou pensamento de alguém, entre aspas, preservando suas características originais. Ele está ligado ao texto narrativo. É como se estivéssemos ouvindo a pessoa falar em tempo real, com todas as suas inflexões, gírias e expressões coloquiais.

Exemplo:

“Que dia maravilhoso! Adoro o frescor da manhã na praia!” – exclamou Ana, com um sorriso radiante.

Discurso indireto

No discurso indireto, a fala ou pensamento de alguém é reinterpretada e narrada pelo próprio locutor. A voz original é filtrada, com adaptações gramaticais e uso de conectivos como “disse que”, “pensou que”, “afirmou que”, dentre outros.

Exemplo:

Ana declarou que adorava o frescor da manhã na praia, expressando grande alegria com um sorriso radiante.

Discurso indireto livre

O discurso indireto livre nos convida a uma mistura dos dois tipos de discurso: a fala ou pensamento se entrelaçam com a narração. É como se estivéssemos mergulhando nos pensamentos e emoções do personagem enquanto ele fala.

Exemplo:

Ana caminhava pela praia, o vento em seus cabelos, enquanto admirava o nascer do sol. Ela pensava em como aquele momento a trazia paz e a conectava com a natureza.

O que são os tipos de discurso?

Agora que você entende cada tipo de discurso, afinal, o que são e para que servem? Os tipos de discurso referem-se às maneiras pelas quais as palavras são apresentadas em um texto, podendo variar de acordo com a relação entre o narrador, o discurso e os personagens envolvidos na comunicação.

Qual é a função de um discurso?

A função principal do discurso é transmitir informações, emoções e ideias dentro de um contexto narrativo. Ele não apenas move a história, mas também revela os pensamentos e os sentimentos dos personagens, criando conexões emocionais e promovendo o desenvolvimento da trama.

Diferenças entre discurso direto e indireto

O discurso direto ocorre quando as palavras de um personagem são reproduzidas exatamente como foram ditas, geralmente entre aspas. Já o discurso indireto apresenta as falas dos personagens de maneira indireta, sem o uso de aspas.

O discurso direto proporciona uma sensação de imediatismo e autenticidade, permitindo que o leitor tenha uma experiência mais próxima dos diálogos dos personagens.

No discurso indireto, o narrador relata o que foi dito pelos personagens, reformulando as palavras de acordo com sua própria perspectiva. Esse tipo de discurso oferece uma visão mais interpretativa e analítica dos diálogos, proporcionando ao leitor uma compreensão mais profunda das intenções e emoções dos personagens.

Exemplos de discurso direto e indireto

Veja exemplos das diferenças entre o discurso direto e indireto:

  • Direto: João exclamou, “Estou muito feliz com minha conquista!”
  • Indireto: Maria disse que estava muito feliz com sua conquista.
  • Direto: Ana perguntou, “Você vai ao cinema hoje?”
  • Indireto: Ana perguntou se eu iria ao cinema hoje.

Transposição do discurso direto para o indireto

Discurso DiretoDiscurso IndiretoObservações
“Adoro uma tarde ensolarada na praia!” – exclamou Ana, com um sorriso radiante.Ana declarou que adorava uma tarde ensolarada na praia, expressando grande alegria com um sorriso radiante.– Mudança de tempo verbal (“adoro” para “adorava”).
“Estou com fome, vamos almoçar?” – perguntou Pedro, olhando para o relógio.Pedro questionou se seus amigos estavam com fome, sugerindo que fossem almoçar, pois olhava para o relógio.– Adição de conectivo (“perguntou se”). – Transposição da pergunta indireta. – Explicação da ação de Pedro.
“Este livro é incrível, recomendo para todos!” – disse João, empolgado com a leitura.João elogiou o livro, afirmando que era incrível e recomendando-o para todos, demonstrando empolgação com a leitura.– Substituição do verbo dicendi (“disse”). – Ênfase na opinião de João. – Explicação do sentimento de João.
“Não sei o que fazer, preciso de ajuda!” – lamentou-se Maria, com a voz embargada.Maria expressou sua indecisão, confessando que precisava de ajuda, demonstrando aflição com a voz embargada.– Substituição do verbo dicendi (“lamentou-se”). – Transposição da fala para a terceira pessoa. – Explicação do estado emocional de Maria.
“Amanhã farei um bolo delicioso para vocês!” – prometeu Clara, com um sorriso contagiante.Clara prometeu que prepararia um bolo delicioso no dia seguinte, expressando entusiasmo com um sorriso contagiante.– Mudança de tempo verbal (“farei” para “prepararia”). – Explicação da promessa de Clara. – Descrição do sorriso de Clara.

Como identificar o discurso indireto?

Para identificar o discurso indireto, fique atento às seguintes características:

1. Presença de verbos de elocução

São verbos que introduzem a fala do personagem, como: dizer, falar, responder, perguntar, comunicar, murmurar, sussurrar, gritar, exclamar, ordenar, sugerir, aconselhar, advertir, avisar, informar etc.

Eles indicam que o narrador está relatando o que a personagem disse, em vez de reproduzir suas palavras exatas.

2. Ausência de aspas

No discurso indireto, as falas das personagens não são delimitadas por aspas, como no discurso direto.

3. Concordância verbal e nominal

A concordância verbal e nominal no discurso indireto é feita em relação à pessoa do narrador e não à do personagem. Ou seja, os tempos verbais, pronomes e outros elementos gramaticais são ajustados para se adequar à perspectiva do narrador.

4. Conectivos e pontuação

Conectivos como “que”, “se”, “porque”, “quando”, “como” etc. podem ser utilizados para unir a fala da personagem ao discurso do narrador.

Confira alguns exemplos: 

  • Discurso direto: “Eu amo ler livros,” disse Maria.
  • Discurso indireto: Maria disse que ama ler livros.
  • Discurso direto: João perguntou: “Você já assistiu a esse filme?”
  • Discurso indireto: João perguntou se eu já havia assistido a esse filme.

O que é uma frase direta e indireta?

Uma frase direta é aquela em que as palavras são citadas exatamente como foram ditas, enquanto uma frase indireta é aquela em que as palavras são relatadas de maneira indireta, sem aspas e com a reformulação do discurso original.

Diferenças frase direta e indireta 

CaracterísticaFrase diretaFrase indireta
AspasPresentesAusentes
Reprodução da falaExataIndireta, através da perspectiva do narrador
ConcordânciaAdaptada à fala da personagemAdaptada à perspectiva do narrador
ObjetivoReproduzir fielmente a fala da personagemIntegrar a fala à narrativa de forma coesa

Em resumo, compreender os diferentes tipos de discurso — direto, indireto e indireto livre — não só enriquece a escrita e a leitura, mas também aprofunda a análise textual, melhora sua preparação para a redação e a interpretação de obras literárias

👉 Leia também: 5 dicas de como fazer um texto dissertativo-argumentativo

Recomendado

Tirar uma nota boa no Enem para passar na faculdade que deseja pode ser um desafio para muitos estudantes do…

Durante as férias escolares, é hora de focar na lista de material escolar. Ela compõe diversos itens essenciais para a…

As férias escolares são um período aguardado por muitos estudantes. É aquela hora de pausar tudo após um período de…

Cadastre-se para receber notícias sobre Educação

Você sempre bem informado(a)🫡. Assine nossa newsletter gratuita!

Política de privacidade*